WEB TV CATÓLICA REDE SÉCULO 21

ORAÇÃO DA SANTA COMUNHÃO

Creio, Senhor e confesso, que em verdade Tu És Cristo, Filho de Deus vivo e que vieste ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o primeiro. Creio ainda que este é o Teu Puríssimo Corpo e que este é o Teu próprio precioso Sangue. Suplico-Te, pois, tem misericórdia de mim e perdoa-me as minhas faltas voluntárias e involuntárias, que cometi por palavras ou ações, com conhecimento ou por ignorância, e concede-me sem condenação receber Teus puríssimos Mistérios para remissão dos pecados e para a vida eterna. Da Tua Ceia Mística, aceita-me hoje como participante, ó Filho de Deus; pois não revelarei o Teu Mistério aos Teus inimigos, nem Te darei o beijo como Judas, mas como o ladrão me confesso: lembra-Te de mim, Senhor, no Teu Reino, Que não seja para meu juízo ou condenação, a recepção de Teus Santos Mistérios, Senhor, mas para a cura do corpo e da alma. Amém!

09/10/2016

Papa Francisco anuncia consistório para criar 17 novos Cardeais em 19 de novembro


VATICANO, 09 Out. 16 / 09:00 am (ACI).- O Papa Francisco anunciou, depois da oração do Ângelus deste domingo, um consistório para a criação de 17 novosCardeais da Igreja Católica no próximo dia 19 de novembro.
Após a Missa que presidiu por ocasião do Jubileu Mariano, o Pontífice fez o anúncio: “Estou feliz em anunciar que no sábado 19 de novembro, na vigília de encerramento da Porta Santa da Misericórdia, terei um consistório para a nomeação de 13 novos Cardeais dos cinco continentes”
“A sua proveniência de 11 nações exprime a universalidade da Igreja que anuncia e testemunha a Boa Nova da Misericórdia de Deus em todos os cantos da terra”, acrescentou.

Francisco explicou que “a inserção de novos Cardeais na Diocese de Roma, além disso, revela a união indissolúvel entre a Sé de Pedro e as Igrejas particulares espalhados no mundo”.
O Papa também anunciou que no domingo 20 de novembro, Solenidade deCristo Rei, na conclusão do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, “concelebrarei a Santa Missa com os novos Cardeais, com o Colégio Cardinalício, com os Arcebispos, com os Bispos e os Presbíteros”.
Os novos Cardeais eleitos pelo Santo Padre com direito a voto em um eventual conclave são os seguinte:
1- Dom Mario Zenari, que permanece como Núncio Apostólico na Síria. Nacionalidade italiana.
2- Dom Dieudonné Nzapalainga, Arcebispo de Bangui (República Centro-Africana).
3- Dom Carlos Osorio Sierra, Arcebispo de Madri (Espanha).
4- Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo de Brasília (Brasil).
5- Dom Blase J. Cupich, Arcebispo de Chicago (EUA).
6- Dom Patrick D'Rozario, Arcebispo de Dhaka (Bangladesh).
7- Dom Baltazar Enrique Porras Cardozo, Arcebispo de Mérida (Venezuela).
8- Dom Jozef De Kesel, Arcebispo de Malines-Bruxelas (Bélgica).
9- Dom Maurice Piat, Arcebispo de Port-Louis (Ilhas Maurício).
10- Dom Kevin Joseph Farrell, Prefeito do dicastério para Leigos, Família eVida (EUA).
11- Dom Carlos Aguiar Retes, Arcebispo de Tlalnepantla (México)
12- Dom John Ribat, Arcebispo de Port Moresby (Papua Nova Guiné)
13- Dom Joseph William Tobin, Arcebispo de Indianápolis (EUA).
Como de costume, o Papa também anunciou a criação de novos Cardeais que não terão direito a voto, mas que por seu testemunho e trabalho apostólico nos anos precedentes, quer honrá-los com tal reconhecimento. Trata-se de dois Arcebispos, um Bispo emérito e um sacerdote. “Eles representam muitos Bispos e sacerdotes que em toda a Igreja edificam o povo de Deus, anunciando o amor misericordioso de Deus no cuidado diário do rebanho do Senhor e na confissão de fé”.
São os seguintes:
1- Dom Anthony Soter Fernandez, Arcebispo Emérito de Kuala Lumpur (Malásia).
2- Dom Renato Corti, Arcebispo de Novara (Itália).
3- Dom Sebastian Koto Khoarai, Bispo emérito de Mohale’s Hoek (Lesoto, África).
4- Rev. Ernest Simoni, Presbítero da Arquidiocese de Shkodrë-Pult (Scutari - Albânia).
De fato, 5 são da Europa, 4 da América do Norte, 2 da América do Sul, 3 da África, 2 da Ásia e 1 da Oceania.
São 7 as nações que não tinham Cardeais e que, a partir de agora, contarão com um. Desses países, 4 terão Cardeais eleitores (República Centro-Africana, Bangladesh, Ilhas Maurício e Papua Nova Guiné) e 3 com Cardeais não eleitores (Malásia, Lesoto e Albânia).
Durante seu Pontificado, Francisco já criou 44 Cardeais eleitores e 11 não eleitores.
O Papa também pediu que se reze “pelos novos Cardeais, para que, confirmando sua adesão a Cristo, Sumo Sacerdote misericordioso e fiel, me ajudem em meu ministério de Bispo de Roma e de princípio e fundamento perpétuo e visível da unidade da fé e da comunhão”.
Trata-se do terceiro Consistório convocado por Francisco depois do realizado em 12 de janeiro de 2014, no qual criou 19 novos Cardeais, e do último 14 de fevereiro de 2015, no qual criou 20.
Agora, o Colégio Cardinalício é composto no total por 228 membros, dos quais 121 são eleitores e 107 não eleitores. Entretanto, no próximo dia 28 de novembro, o Cardeal Sarr, do Senegal, completará 80 anos, por isso perderá seu direito a voto e passará a ser “não eleitor”. A partir dessa data, serão 120 Cardeais eleitores e as nações com Cardeais eleitores serão 58.
A Europa continua sendo o continente mais representado entre os Cardeais, com 112 membros (dos quais 54 são eleitores e 58 não eleitores).
O Colégio Cardinalício é o órgão da Igreja encarregado de eleger o Sumo Pontífice, assim como ajudar o Papa no governo da Igreja universal. O Decano do Colégio Cardinalício é Angelo Sodano.
Confira também:
ACI Digital @acidigital

Nenhum comentário:

Chegada do Papa Francisco a Cracóvia para a JMJ

PREVISÃO DE TEMPO